sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O plano bilateral

Hoje, no jornal Público, o Embaixador dos USA em Lisboa, Allan Katz, escreve um importante artigo intitulado Fortalecer as relações entre os EUA e Portugal ,acentuando o plano bilateral e o papel da Comissão Permanente saída do acordo de 1995. Até se pode dar o caso de o artigo ter sido motivado por alguma reunião daquela comissão, mas não há dúvida que se há momento favorável ao aprofundamento das relações bilaterais é este que atravessamos.

O Segredo dos Pássaros

Numa noite de lançamento de livros em Lisboa, coube-me fazer a apresentação do romance de Vítor Serpa O Segredo dos Pássaros, a convite do autor e da Cristina Ovídio directora do Clube do Livro. O romance, «um jogo entre a história e a ficção», mistura muito bem personagens reais com personagens ficcionadas e desenrola-se durante a II Guerra Mundial em dois teatros principais, nas minas de S.Domingos no Alentejo e em Lisboa até ao Estoril. Gostei de ler o livro, e se bem que me tenham convidado por causa do contexto histórico, confesso que até já tive a tentação de ser crítico literário...

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O «momento federal» europeu passou?

Manuel Maria Carrilho, que vai lançar o livro Pensar o Mundo, acaba de levantar, na SIC-N, a hipótese do «momento federal europeu» já ter passado. Tenho a mesma dúvida.

Tudo a mexer

Está tudo a mexer, em Portugal, na Europa e no Mundo. Há poucos pontos fixos.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

«Uma Federação de Nações»?

Durão Barroso gosta de fórmulas. No Parlamento europeu avançou a destempo com a ideia de uma «federação de nações» para a UE. A Catalunha entretanto avança para um processo de auto-determinação que não deixará em repouso o mapa político europeu e ibérico. Ninguém quer entender como tudo isto foi desencadeado, e muito menos como pode acabar.

Alternativas só para a TSU?

O governo das soluções únicas anunciou ontem aos «parceiros sociais» que está a trabalhar para encontrar alternativas à medida que havia proposto para o aumento da contribuição dos trabalhadores para a TSU. No ano passado a descida da TSU para os patrões estava ligada ao aumento do IVA. Agora dirige-se para o IRS. Mas se o problema é fiscal entregue-se o caso ao ministro Paulo Macedo que deve ser quem mais percebe de impostos no Conselho de Ministros. O governo, porém, terá de procurar alternativas muito para além da questão da TSU.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Os juros da Grécia descem....

Os juros das maturidades gregas a 10 anos estão a descer nos mercados de capitais. Não é a primeira vez desde as medidas anunciadas pelo BCE de compra de dívida soberana nos mercados secundários...Mesmo sem a conclusão da actual auto-avaliação da troika...

sábado, 22 de setembro de 2012

O governo embalsamado

Cavaco Silva embalsamou o governo como previ no Cabo Submarino de hoje. O governo terá os dias contados depois de apresentar a proposta orçamental que muitas dores de cabeça dará ao que se seguir.Prevê-se desafios ao Tribunal Constitucional, artimanhas de técnicos anónimos, a cedência cínica no caso da TSU, algumas receitas extraordinárias retiradas à ANA pública antes da privatização suculenta,etc. Mas Cavaco Silva não tenciona oficializar uma  segunda crise política no primeiro terço do seu segundo mandato... Cuidado no entanto com a rua!

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Conselhos ao Conselho

O Conselho de Estado, embora feito para o PR, deve aconselhar Passos Coelho a não afrontar o Tribunal Constitucional na questão dos salários e das pensões no próximo OE, e deve motivar Vítor Gaspar a mudar de atitude negocial perante a troika. Estes conselhos valem ouro...

Os Notários já perceberam

Muitos dos notários que passaram para o privado querem regressar à tutela do Estado. O que vem a ser isto? A desautorização do Borges?

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Só por causa da TSU ?

Acham que o clamor que se levanta no país se deve apenas ao truque do financiamento da TSU ? Mas esta gente vive aonde ?

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Um governo a prazo

Este governo está esgotado por razões internas e externas. Mesmo assim ainda pode vir a apresentar a proposta orçamental, e o rectificativo anunciado, caso o PR resolva canalizar a reunião do Conselho de Estado para aumentar a sua margem de influência política junto da coligação. Mas tratar-se-á apenas de um adiamento da certidão de óbito do governo de Passos Coelho.

domingo, 16 de setembro de 2012

Manifestações que obrigam a repensar

Só pela televisão se pode apreciar a amplidão da descida à rua do Portugal sofredor. Passos Coelho estava a pedi-las. Nem com o parceiro de coligação dialogava. Pelo seu lado a troika estava a precisar de sentir que há quem defenda a capacidade negocial externa do Estado: a população na rua de norte a sul. Estas manifestações obrigam a repensar medidas, e até modos de governação

sábado, 15 de setembro de 2012

Fronda geral

Fronda geral, chama a atenção do isolamento do governo na frente interna, com a passagem da classe média e da pequena burguesia para a oposição activa onde já se encontravam as classes trabalhadoras, os desempregados, pensionistas e reformados. O governo deve explicar muito bem quais as medidas foram propostas por ele, e as que foram impostas pela troika. Como escrevi no artigo « os organismos internacionais também terão de responder pelos seus erros, mesmo que consentidos por governos frágeis.»

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Ainda vale a pena ouvir Passos Coelho?

Estive a ouvir Passos Coelho. Não respondeu nem às perguntas dos jornalistas nem às muitas críticas que lhe endereçaram de todos os quadrantes da opinião nos últimos dias. Fez bem A.J.Seguro em antecipar uma hora antes da entrevistas o voto contra o Orçamento por parte do PS, com uma eventual moção de censura no horizonte. A vida política descongela-se.

Entretanto em França...

François Hollande anunciou medidas de austeridade mas insiste num imposto para as grandes fortunas e isenta o sector da Educação da austeridade, mantendo o propósito de lhe aumentar as verbas. Claro, há muita gente a desejar que ele falhe...

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Velhas medidas, novas datas

A doutrina não muda.O Sol continua a rodar à volta da Terra. Postos perante a prova dos factos governo e troika empurram  com as barrigas grávidas de enganos as datas sacrossantas que celebraram até ontem. O défice orçamental fica ordenado com o mesmo rigor tecnocrático e o fétiche da exactidão profética de sempre: este ano reza-se para não ultrapassar os 5%; os intocáveis 4,5% do PIB em 2012 são adiados para 2013; em 2014 espera-se a desmultiplicação do défice para uma cifra inferior a 3% para manter as aparências da doutrina. Chamam a este exercício formal o ajustamento da «trajectória do défice orçamental». Seja. Mas mudem as medidas, além das datas. Se não terão de refazer o calendário, e são demasiado bem pagos só para tal burocracia.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Os trabalhadores que paguem a crise e TC que se lixe

Passos Coelho aproveitou a estadia da troika em Portugal para responder, pela teimosia, às reticências gerais, e especialmente do PR, do PS e do CDS, às suas medidas de austeridade centradas sobre as mesmas vítimas, desafiando até o Acórdão do Tribunal Constitucional sobre as prestações do 13º e 14º mês da função pública e reformados desta. O expediente anunciado para a baixa da TSU para os patrões e a subida desta para os trabalhadores é simplesmente escandaloso.Este homem começa a ser perigoso para o bom funcionamento da sociedade.

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

A independência do BCE

O BCE deu um passo importante para «acalmar os mercados» com o anúncio que vai comprar dívida soberana aos países da zona euro sob resgate financeiro. Foi a sua decisão mais importante desde que foi criado, e o seu verdadeiro atestado de independência perante os governos. Perante todos os governos da zona euro.

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O tricotar do CDS

O CDS anda a tricotar os temas da sua renegociação dos termos da aliança governamental e os temas para futuras campanha eleitorais, e já conseguiu enervar o primeiro-ministro. Tudo nas barbas da troika...

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Enchente em Braga

Paulo Bento anda a recrutar de preferência no S,C. de Braga. São seis os jogadores seleccionados, incluindo Éder o suplente de Lima! Prevejo uma enchente para o estádio da pedreira na próxima terça-feira contra o Azerbeijão...

terça-feira, 4 de setembro de 2012

Esperar pela clemência da troika

O governo joga tudo na clemência dos mandantes da troika cujos funcionários estão de novo a «avaliar» os efeitos das medidas decretadas.Espera, calado, por mais tempo, e até por mais fundos que deixou escapar das receitas do Estado. É um jogo de submissão negocial bem arriscado. E um nadinha aviltante...

sábado, 1 de setembro de 2012

Serviço Público tem horror ao vazio

Hoje no Correio da Manhã chamo a atenção para as novas possibilidades que a Televisão Digital Terrestre abre ao serviço público como se demonstra pela iniciativa da TV-Parlamento começar a emitir num canal de sinal aberto a partir de 15 de Setembro próximo. O serviço público de televisão tem horror ao vazio...

Gosto